Telefones: (011) 2638.0009 | 2619.5009
Saiba Mais Sobre Uroginecologia

O tratamento da bexiga hiperativa


Mulher

Que tratamentos estão disponíveis para a bexiga hiperativa?

Há uma enorme variedade de tratamentos disponíveis para o tratamento e controle da BHA. Existem também alguns conselhos em termos de mudança do estilo de vida que podem aliviar e melhorar a sintomatologia.
Bebidas contendo produtos derivados da cafeína, como por exemplo, o café, chá (preto, mate e verde) ou colas (refrigerantes) podem agravar significativamente os sintomas de BHA. Será então benéfica a redução da ingestão dos mesmos. Bebidas gaseificadas, sumos de frutas e o álcool podem também provocar sintomas. Alternativas seriam a ingestão de água, chás de ervas (camomila, e bebidas descafeinadas). Deve ainda tentar manter uma ingestão de líquidos entre 1.5 a 2.0 litros por dia.

Re-Educação / Treino Vesical

Pode já ter reparado, que se tornou um hábito ir frequentemente ao WC mesmo sem ter grande vontade com o medo de não ser capaz de aguentar e não ter nenhum WC por perto. Estas situações podem agravar a BHA, uma vez que a sua bexiga torna-se progressivamente cada vez, menos capaz de suster quantidades menores de urina. O treino vesical consiste na capacidade de aguentar cada vez volumes maiores de urina sem ir tão frequentemente ao WC. Baseia-se na capacidade gradual de suster essa vontade.

Medicação

Existe uma variedade muito grande de opções terapêuticas em termos de medicamentos para BHA. Estes são apenas prescritos pelo seu médico, mas não deixa de ser importante manter algum controlo na quantidade de líquidos ingeridos e nos treinos vesicais. Estas armas terapêuticas têm como objetivo um melhor controlo do enchimento vesical reduzindo a necessidade de ida ao WC (tanto de dia como de noite), bem como reduzir o padrão de perdas.

Os efeitos secundários destes medicamentos não são desprezíveis sendo o mais comum a secura da boca. Por vezes há a necessidade de experimentar vários medicamentos até se conseguir o melhor controlo caso a caso. A obstipação também pode ocorrer com alguma frequência, pelo que alteração da dieta e outros conselhos gerais podem ser necessários de forma a poder manter o tratamento para a BHA. Em algumas situações e após melhoria dos sintomas, poderá reduzir a dose da medicação ou até abandonar por completo. No entanto a maioria das mulheres vai necessitar tratamento de longo prazo, de forma a poder controlar os seus sintomas.

Outros tratamentos

Mudanças no padrão de ingesta de líquidos, treino vesical e a medicação são suficientes para o controle da BH na maioria das mulheres. No entanto, um número pequeno de mulheres poderá ter sintomas persistentes e necessitar de outro tipo de terapias. Nestes casos ainda existem como opções:

Toxina Botulínica – através de um cistoscópio, poderá ser injectada toxina botulínica sob anestesia local. O mecanismo de atuação passa pelo relaxamento do músculo da bexiga, permitindo um maior enchimento da mesma. Ainda não existem dados acerca do uso desta medicação a longo prazo, mas os resultados existentes até ao momento são bastante animadores (taxas de cura de 80%). O efeito desta terapia é de cerca de 9 meses, o que poderá implicar necessidade de repetição do tratamento. Em 20% das situações pode haver algum grau de dificuldade de esvaziamento vesical após o tratamento e a necessidade de auto-algaliação pode ser necessário. Consulte o seu Médico Assistente para mais informações.

Estimulação do Nervo Tibial – tratamento que tem como objetivo a estimulação do nervo responsável pelo controlo funcional da bexiga. Envolve a inserção de uma pequena e fina agulha em nível do tornozelo que é posteriormente acoplada a um aparelho que vai estimular de forma eléctrica o nervo tibial. De forma indireta permite a re-educação dos nervos responsáveis pelo controlo vesical.

Estimulação do plexo nervoso sacral – Estimulação direta dos nervos responsáveis pela função vesical. Implica a implantação de um estimulador nervoso dentro do corpo, sendo um tratamento apenas realizado em centros de referência e em casos muito particulares de falência a todos os outros métodos.

Consulte o seu Médico para mais informações sobre o tratamento mais adequado na sua situação. A possibilidade de cura completa pode não ser atingida em pleno, na sua situação, mas esperemos que com a consulta deste panfleto fique mais consciente da multiplicidade de ofertas terapêuticas disponíveis no auxilio e controlo dos sintomas da bexiga hiperactiva de forma a que a sua vida não fique dependente dos mesmos.

Rua Barão do Triunfo, 427 cj 1206 - Brooklin Paulista.
Edifício Next Office
Fones: (11) 2638.0009 | 2619.5009
São Paulo - SP CEP: 04602-001